Olá, atletas Mangue, tudo certinho?

Hoje, vamos adquirir um pouco mais de conhecimento acerca do treinamento. Vamos falar do Girevoy Sport ou Kettlebell Sport!

Já falamos aqui no blog de vários outros esportes de força que são primos e irmãos do Crossfit, como o Powerlifting, o Weightlifting e o Strongman (existem postagem sobre os 3, é só procurar =D ).

Agora, falaremos daquele tio maluco, o Girevoy.

KB_Sport_Feature

Brincadeiras à parte, o Girevoy é o esporte competitivo que usa o kettlebell como sua única ferramenta, tem esse nome esquisito porque foi criado na Rússia.

Antes de mais nada, qual a diferença de halteres para um kettlebell?

O centro de gravidade. Nos halteres, o “peso” está no centro da sua mão, dando-lhe mais estabilidade; já no kettlebell, o peso fica fora da sua mão e é extremamente fácil de mudá-lo por meio da rotação da alça, isso traz um nível de complexidade maior e uma necessidade de estabilização muito maior. Sendo bem objetivo: o kettlebell é uma ferramenta mais complexa e completa, ela torna tudo mais difícil para o corpo humano executar, logo aprimorando-o.

Para entendermos melhor vamos voltar a história…

Reza a lenda que, desde a Grécia antiga, os gladiadores utilizavam equipamentos muito semelhantes ao que hoje chamamos de kettlebell.

Mais ou menos nos anos de 1700, o kettlebell chegou à Rússia. Em 1880, o Dr. Vladislav Kraevsky introduz o treinamento com kettlebell para a comunidade atlético-militar russa, dando o primeiro grande passo para a expansão do esporte.

Dando, novamente, outro salto grande na história, em 1940, o treinamento, agora chamado de Girevoy, cresce em grandes comunidades rurais e centros de treinamento soviéticos.

Sabe aqueles KBs coloridos com um formato um pouco diferente que alguns boxes de Crossfit possuem? Pronto, esses são os KBs apropriados para o treinamento do Girevoy.

main-qimg-6dfb08d6bf3260be266a8d97ba85e46f-c

O que usamos na Manguetown é a técnica que chamamos de HardStyle criada por um senhor chamado Pavel Tsatsouline, criador do renomado grupo de treinamento mundialmente conhecido, o StrongFirst.

Voltando ao Girevoy, ele é um esporte extremamente completo, pois além de obviamente trabalhar força, ele trabalha muito a capacidade respiratória e “força mental” já que as provas de competição consistem em longos períodos de tempo, com alto volume de repetições sem largar o kettlebell.

“No treinamento com kettlebell, as progressões técnicas e físicas são fatores positivos determinantes ao sucesso do praticante. Como consequência, está o desenvolvimento de estruturas articulares móveis e fortes, pois, durante as execuções, é necessário que haja uma estabilização dinâmica, propiciando maior segurança e diminuição da probabilidade de lesões. As assimetrias são facilmente evidenciadas em virtude do trabalho unilateral, bem como o kettlebell é uma grande ferramenta na busca do equilíbrio corporal. Com apenas uma peça, é possível praticar uma grande variedade de exercícios, colaborando para um treino mais abrangente” – Bars ‘n’ Rings

Existem basicamente 2 provas para se competir no Girevoy Sport, são elas:

Biathlon: Essa prova consiste, tradicionalmente, em 2 partes de 10 minutos sem deixar o KB repousar no chão. Nos primeiros 10 minutos, você tem que somar o máximo de jerks possíveis com 2 KBs. A segunda parte é somar o máximo de snatches com 1 KB também nos 10 minutos, trocando de braço apenas uma vez.

Long Cycle: O máximo de repetições em, tradicionalmente, 10 minutos de clean & jerks com 2 kettlebells.

Obs: Existem algumas variações das provas masculinas e femininas, mas não vamos nos ater tanto a detalhes.

Existe uma guerra no mundo do kettlebell sobre qual estilo é melhor, o Girevoy ou o HardStyle.

Do mesmo estilo de “balela” do Musculação vs Crossfit, ou Krav Magá vs Karate e etc. São apenas estilos diferentes; na Manguetown, utilizamos as bases da técnica do Pavel Tsatsouline (Hardstyle), por causa da formação dos nossos coaches.

10172604_619187321507231_463597816_n

*Curso que os coaches Fernando e Julio fizeram na ADF(Arte da Força), maiores autoridades na América Latina quando se fala de kettlebell Hardstyle.

Porém existem boxes que utilizam mais o estilo Girevoy – e tem boxes que fazem qualquer “doideira” com KB, tem de tudo neste mundo.

Também não esquecemos do Girevoy: com certa frequência, fazemos protocolos de força e de condicionamento baseados no treinamento do Girevoy, apesar de essencialmente trabalharmos no sentido Hardstyle da coisa.

Sendo bem básico e correndo o risco de ser superficial demais, a diferença dos objetivos do Girevoy para o HardStyle é que o primeiro tem como objetivo criar uma técnica mais eficiente, para que você se canse menos em cada movimento e consiga fazer um maior VOLUME de repetições; já no segundo, o objetivo é, de obter a maior contração possível e esforço possível em CADA repetição. Girevoy = Conservação de potência; Hardstyle = Otimização da potência, seria algo neste sentido.

Agora, você já sabe que há muito mais coisas para se fazer com kettlebell do que o American KB swing, que, inclusive, é amplamente debatido no mundo do treinamento sobre sua funcionalidade, eficiência e custo benefício.

kb-swing

 

É por essas e outras que fazemos com muito mais frequência o kettlebell swing russo(Hardstyle) do que o americano (inventado pelo Crossfit).

O mais importante é entender as peculiaridades desta ferramenta e, por meio de sua implementação, tentar buscar os maiores benefícios possíveis.

Um abraço a todos e bons treinos!

Facebook Comments