Olá atletas Fitness, tudo certinho?

Hoje vamos falar de uma verdadeira “epidemia” na nossa sociedade: a “Condromalácia Patelar” que atinge uma grande parcela da população, pessoas ativas e sedentárias, homens e mulheres.

E quem será o porta voz neste assunto será o nosso querido Osteopata “Marcos Vinícius”.

Vamos a postagem!

“Fala, onda roxa! Tudo bom? Hoje iremos falar sobre uma condição temida e pouco explicada: a condromalácia patelar, e contextualizar com a realidade do nosso amado Crossfit.

Vamos por partes… Começar com uma pequena aula de anatomia antes:

– A patela (popularmente conhecida como rótula) é um osso flutuante na frente do joelho e tem a função principal de otimizar o movimento de dobrar e estender o joelho, serve como uma “polia” para os músculos. Ela desliza (flutua) em cima de um trilho sobre os côndilos do fêmur e sua cartilagem está localizada em sua porção posterior.

 

Vídeo = Patela durante a movimentação de dobrar e estender o joelho. Já deu para perceber que tem haver toda uma sintonia muscular para esse deslizamento ocorrer sem maiores comprometimentos?

joelho

 Foto 1 = Complexo do joelho.

-O QUE É?

Condromalácia patelar é um amolecimento anormal (chondros=cartilagem/malacea=amolecimento) da cartilagem articular da patela que pode evoluir para a quebra na sua integridade (rachaduras) e perda de cartilagem (falhas). Muito conhecida também como Condropatia Patelar ou Síndrome da dor patelo-femural.

– O QUE CAUSA?

Quaisquer alterações nas forças atuantes sobre a patela, ou imperfeições nas superfícies ou formato ósseo, podem precipitar o aparecimento de lesões na cartilagem. É uma patologia degenerativa que pode ter origem genética (anatômica) ou traumática ao longo do tempo.

O diagnóstico é clínico e comprovado por imagem (ressonância magnética).

– SINTOMAS?

Dor relacionada à esforços ou longos períodos sentado, dificuldade para descer e subir escadas, crepitações (barulhos internos), aumento da sensibilidade em dias frios e sensações de fraqueza/falseios;

– CLASSIFICAÇÕES?

Grau 1 = Quando há apenas um “amolecimento” da cartilagem

Grau 2 = Há um desfiamento da cartilagem

Grau 3 = Há rachaduras na superfície

Grau 4 = Há exposição do osso subjacente.

 patela 1

 Foto 2 = Classificações da Condromalácia Patelar.

 -TIPOS DE TRATAMENTO?

Lesões cartilaginosas são mais intrigantes por ser um tecido com poucas células, sem vasos sanguíneos e sem nervos, sua capacidade de cicatrização é muito limitada dificultando o tratamento.

O tratamento conservador é o mais indicado e visa estabilizar a progressão da lesão dando uma melhor qualidade de vida para o paciente. Analisar a causa da sobrecarga e corrigi-la, esse é o ponto principal. Para isso, a fisioterapia e os exercícios físicos bem orientados são fundamentais.

Terapias medicamentosas como a injeção de ácido hialurônico (viscossuplementação) são bem efetivas. De forma prática, seria como colocar um lubrificante entre as estruturas ósseas e cartilaginosas das articulações, para que diminua o impacto e a dor.

Em casos mais severos e incapacitantes, o tratamento é cirúrgico (via artroscopia) para liberação e realinhamento patelar.

 -QUAL A RELAÇÃO ENTRE CONDROMALÁCIA E CROSSFIT?

O crossfit é uma modalidade esportiva em que a sobrecarga nos membros inferiores é alta, assim como em outros esportes como a corrida, ciclismo, futebol, tênis… Temos exercícios funcionais para os mais diversos grupamentos musculares e a complexidade técnica dos movimentos torna-se um desafio para a integridade de nossas articulações.

Todos podem fazer Crossfit sim! Porém, refinem sua técnica ao máximo para economizar energia e manter sua integridade física nos WODs. Queremos fazer muitos WODs juntos ainda nessa vida! hahahaha

joelho 2

DÚVIDAS

  • COMO FAÇO PARA PREVENIR?

– Atentar para a execução errônea dos exercícios, principalmente os agachamentos com peso. Sempre chamem os coaches quando estiverem inseguros ou cansados;

– Trabalhar bem a flexibilidade e mobilidade corporal, principalmente a dos membros inferiores;

– Manter sempre o joelho bem fortalecido e estabilizado.

– Utilizar joelheiras para proteger os joelhos

  • TENHO CONDROMALÁCIA PATELAR, POSSO CONTINUAR TREINANDO CROSSFIT?

A resposta é sim! Mas claro que cada caso tem que ser analisado em suas particularidades e gravidade. O cuidado terá que ser redobrado e atentar mais do que nunca para os fatores da pergunta anterior.

  • COMO AS JOELHEIRAS PODEM ME AJUDAR?

As joelheiras mantém os joelhos aquecidos e melhoram a resposta deles e seu posicionamento, portanto, melhoram a técnica. Elas nunca devem ser utilizadas para mascarar dor!

joelho 2

  • POSSO DESENVOLVER CONDROMALÁCIA EM UM DOS JOELHOS E O OUTRO NÃO?

Um joelho pode ser mais sobrecarregado do que outro devido aos desequilíbrios do corpo ou execuções errôneas dos exercícios e com o tempo gerar um desgaste maior do que o outro. Uma analogia simples de entender é a que o nosso corpo é similar a um automóvel: Quanto maior a quilometragem rodada, maior o desgaste das peças.

Por isso, é sempre bom fazer “revisões” no nosso bem mais precioso porque utilizaremos esse “automóvel” por muito anos ainda, ok?

  • É VERDADE QUE DEVO DEIXAR DE AGACHAR?

Já escutei alguns absurdos por parte de profissionais de saúde como: “O corpo humano não foi feito para agachar”. Alguém que diz isso não sabe nada sobre a história evolutiva do ser humano e como as nossas articulações funcionam.

Acreditem que uma das principais posturas que passo pros meus pacientes é a posição de cócoras! (cada um com suas devidas adaptações e respeitando fases de maior processo inflamatório ou não, é claro). Essa postura era muito utilizada pelos nossos antepassados para descansar, trabalhar e executar as mais diversas tarefas, nosso corpo foi moldado ao longo dos milhares de anos em torno disso! Uma postura ótima por flexibilizar bem as articulações dos membros inferiores além de prevenir e combater outras desordens viscerais (constipação intestinal, hemorróidea…)

Tenham sempre em mente: A partir do momento que você deixar de utilizar uma articulação em toda sua amplitude, ela perderá com o tempo sua mobilidade completa. E aí sim, você terá um grande problema!

joelho 4

 

Espero ter ajudar a esclarecer algumas dúvidas! Qualquer dúvida, estou à disposição. Bons treinos! “

Marcos Vinícius

Fisioterapeuta e Osteopata

(81) 99702-9439

Facebook: www.facebook.com/mvosteopatia

Instagram: @ft.marcosvinicius

Facebook Comments