Olá atletas Manguetown, tudo certinho?

Hoje iremos dissecar um pouco mais o esporte do fitness, vamos lá?

O Crossfit é uma modalidade esportiva assim como o Boxe, Futebol, Rugby ou Natação, porém além do conceito de esporte o Crossfit também surgiu como uma nova metodologia de treinamento já que veio estimulando a reflexão em cima de alguns conceitos únicos, até o momento, sobre o treinamento físico.

E hoje é sobre a METODOLOGIA de treino Crossfit que vamos conversar.

estatistica-01

O Crossfit foi criado há algumas poucas décadas por um senhor chamado Greg Glassman que trabalhava como Personal Trainer e tinha histórico de Ginasta Competitivo.

Glassman revolucionou a indústria do Fitness em diversas maneiras.

images (7)

Falando sobre a metodologia de treino em si, Greg, veio com conceitos novos, simples e objetivos.

Ele conceituou saúde e condicionamento físico de uma forma genialmente simples, porém de maneira indispensável para qualquer forma de treinamento.

Como desenvolver metodologias de treino se conceitos básicos como esses ainda eram vagos?! É querer correr sem saber andar.

O Crossfit trouxe o formato de “Box” para a área do Fitness, aqueles galpões abertos, simples, sem máquinas,  com bolas, kettlebells, barras e argolas penduradas no teto, aqui VOCÊ é a máquina.

354594803_1280x720

Greg desenvolveu o conceito simples de “Constantemente variado” , fazer treinos diferentes todos os dias, conceituou também a “alta intensidade”, e a transformou num conceito quantitativo e palpável, podendo facilmente ser testada e comparada.

Esses conceitos derrubaram vários dogmas antigos.

Mas será que o Crossfit de antigamente é igual ao de hoje? Será que o esporte que Greg Glassman criou é igual ao praticado na Crossfit Manguetown?

E a resposta para ambas as perguntas é NÃO.

Greg Glassman, como todo bom Americano deveria ser, é bem a favor das liberdades individuais, e criou um Business, uma marca, um sistema se baseando nesses valores.

Apesar de exigir o mínimo de certificação “Level One” de Crossfit, um curso de 2 dias, o Crossfit como marca não exige praticamente mais nada, deixando os donos de cada Box completamente livres para oferecer o serviço se baseando numa metodologia que acreditem de fato!

Isso faz com que o Crossfit em cada “Boxezinho” do mundo seja um pouco diferente, tenha a mão e a ideologia dos Coaches, e apenas assim a metodologia evoluiria como evoluiu hoje.

15259013_1253482298060626_2798113756746350592_n

Se fosse tudo engessado e padronizado, os erros seriam globais e a evolução lenta demais.

Você sabia que antigamente nos Boxes não se fazia Força/técnica e depois WOD?

Era ou um ou outro.

O treino do dia poderia ser apenas 5 séries de 4 repetições de agachamento e depois iria todo mundo para casa, ou apenas um WOD de 12’ e acabou.

Era nisso que, essencialmente, Greg Glassman acreditava na época, treinos curtos e intensos.

Hoje os aquecimentos são mais bem elaborados, foi criado o conceito de Cool Down, se faz técnica e força junto com treinos metabólicos e muitas outras variações foram ocorrendo com o tempo.

Conceitos e exercícios que inclusive eram mais lesivos ou menos eficientes foram deixados para trás, e alguns outros foram incorporados!

E essa mudança não para!

E assim vai evoluindo o Crossfit, como um laboratório eterno, e só essa postura humilde que vai permitir que o esporte continue evoluindo a cada dia.

Um dos defeitos do Crossfit como metodologia é que 1 hora de treino, às vezes, limita o estímulo.

Uma pessoa que faz Crossfit 1 hora por dia dificilmente iria conseguir correr uma meia maratona, ou até um 15km bem feito.

Por que são provas que duram um tempo maior, maior do que a aula em si.

Por isso na Crossfit Manguetown além do bom, velho e divertido Crossfit, nós oferecemos aulas extras, como a de LPO, para melhorarmos a técnica e fazer uma dose a mais de força; aula de Ginástica também com objetivo técnico e de melhorar nossa performance sustentando nosso próprio corpo; aula de Recovery para melhorar nossa mobilidade e flexibilidade e o Endurance para trabalharmos o que talvez seja o exercício mais funcional que existe: a corrida. Por fim o Mangue Competition para aqueles que desejam se aventurar nas competições de Crossfit!

Por que esse é o objetivo da Manguetown, fazer uma metodologia completa que consiga alcançar o objetivo de todos. Não precisar de nada a mais e deixar o ser humano profundamente bem condicionado em todos os aspectos possíveis.

Pensando nisso, nossos Coaches, criaram uma nova aula a “Mangue Cardio”.

Que inclusive é a base da pirâmide de prioridades num treinamento físico criado décadas atrás por Greg Glassman, o condicionamento metabólico é a maior prioridade de um programa de Fitness,  por que se o “coração” não está funcionando bem nada estará de fato.

Nossa aula de Mangue Cardio vem para suprir uma lacuna da metodologia tradicional do Crossfit que é exatamente, ter apenas uma hora de treino para várias valências físicas.

No Mangue Cardio iremos focar apenas na Resistência Aeróbia que exige um tempo maior de esforço e uma intensidade não tão alta, fugindo do nosso dia-a-dia do Crossfit.

Mas, Coach, o “Endurance” já não serve para isso?

Verdade, porém o foco do Endurance é reservar um momento para trabalharmos a corrida em específico, a aula funciona como o treinamento aeróbio? Sim, mas NEM SEMPRE!

Treinos mais intensos podem não funcionar tanto como “Aeróbio” sabia?

Por que a intensidade é muito alta e exige que o corpo siga outro caminho para se reabastecer e suportar o esforço.

O que precisamos é de um estímulo longo e moderado e que nem sempre é a ideia da nossa aula de Endurance.

Sem contar que mesmo que fosse exatamente um treino “Cardio”, 1x por semana é pouco para a maior prioridade num treinamento físico, vamos combinar?!

Com a Mangue Cardio poderemos fazer treinos metabólicos de média intensidade por 40-50 minutos, 2x por semana,  dando uma atenção especial a nosso sistema cardiorrespiratório.

Nosso coração e nossos pulmões irão agradecer!

Com a Mangue Cardio poderemos aplicar uma metodologia de treino voltada para as atividades aeróbias e os movimentos cíclicos usando como base nossos ergômetros Remo e Assault Bike, utilizando ferramentas de treino para maximizar essa nossa valência física tão específica. Utilizaremos também técnicas como a “Breathing Ladder” para melhorar a mecânica da nossa respiração e fortalecer os músculos que agem nesta ação.

É assim que bons Coaches e metodologias eficientes são criadas, com uma postura humilde de sempre tentar evoluir e fugir do comodismo, o “bom o suficiente” é o irmão do fracasso.

images (8)

E vamos sempre em frente com humildade e passos pequenos e firmes, para que nosso crescimento seja saudável, sustentável e orgânico, como todo Crossfit tem que ser!

Aproveitem todas as modalidades que temos a oferecer, mesmo as que parecem mais chatas, por que provavelmente são delas que você mais precisa, até por que ninguém gosta do que é ruim? Ou odeia o que é bom, não é mesmo?

E o Crossfit se resume a isso: tentar fazer o que não gosta tão bem quanto o que gosta!

Segue abaixo o vídeo promocional da nossa nova aula, com vocês: A MANGUE CARDIO!

Um abraço a todos e bons treinos!

Facebook Comments