Queríamos trazer algo diferente para vocês, um conselho de alguém bem preparado sobre saúde. Por isso, chamamos a Dra. Fernanda Mossumez,  que inclusive já palestrou no Box, para fazer um “textinho” para todos vocês sobre as melhores 3 dicas para a sua saúde; e como é importante segui-las!

Aproveitem as palavras e coloquem em prática:

Normalmente, sempre lemos sobre dormir e se alimentar bem, assim como praticar atividade física para ter boa saúde. Entretanto, estas informações não são bem fundamentadas em sua importância e consequentemente muitas vezes tornam-se um mantra que acaba não sendo seguidas da forma como seria efetiva para ocasionar os resultados planejados.

Hoje a gente vai conversar um pouquinho o porquê de procurar levar estas sugestões de forma mais consistente e turbinar os resultados.

Afinal, a superação diária é o desafio, não é verdade?

  1. DORMIR BEM: aqui levamos em consideração qualidade do sono e o total de horas de repouso;

Você acorda descansado, com a sensação de que dormiu a noite toda?

  1. ALIMENTAÇÃO: o conceito de alimentar-se de forma adequada muitas vezes está atrelado apenas a fazer dieta e contar calorias. Entretanto, muitas vezes é mais importante estarmos atentos à qualidade do que estamos ingerindo e o intervalo entre as refeições. Fora os casos específicos de quem opta pelo jejum intermitente (este precisando ser acompanhado pelo nutrólogo ou nutricionista); o ideal é não deixar haver um espaço muito grande entre as refeições
  2. ATIVIDADE FÍSICA: quando se fala de atividade física, falamos de qualquer movimento corporal feito pelos músculos esqueléticos, quando estes estão acima do nível de repouso. Caminhadas, varrer a casa, passear com o cachorro, brincar, etc., são consideradas atividades físicas.os exercícios físicos, por outro lado, apresentam uma sequência de movimentos sistematizada e que visam trabalhar partes específicas do corpo de modo mais intenso. Musculação, flexões e abdominais são alguns exemplos de exercícios físicos específicos.

Então galera, segue abaixo quais as razões para que estas dicas funcionem e comecem a fazer parte do modo automático no nosso dia-a-dia: todas estas situações são responsáveis pela liberação de hormônios específicos que têm como principal função REGULAR O METABOLISMO. Por exemplo, através da alimentação podemos modelar o mecanismo de fome e saciedade, evitando o surgimento da obesidade e, consequentemente, as doenças que surgem como diabetes e hipertensão arterial, assim como outras menos lembradas: a hérnia de disco e as varizes das pernas, por exemplo.

Além disso, é durante o sono que o hormônio do crescimento é produzido. Este hormônio é responsável por várias funções no organismo, dentre elas manter a massa muscular. A atividade física por sua vez, é responsável pela liberação de hormônios que causam bem-estar, como as endorfinas; bem como estimular a produção de substâncias anti-inflamatórios no corpo.

Sendo assim, agora que a gente já sabe a importância da modulação hormonal e metabólica ocasionada por estes fatores, fica mais fácil de aderir a estes hábitos e melhorar cada vez mais o desempenho e performance, não acham?

Até a próxima!”

Um abraço a todos e bom treino!


Ainda não treina conosco? Basta clicar no banner abaixo e agendar sua aula experimental!

 

Facebook Comments